sexta-feira, 30 de setembro de 2016

MATINÉ DUPLA: Money Monster +

Olá maltinha, espero que estejam bem. Hoje volto a falar-vos de filmes, nomeadamente dos dois que vi no fim/início da semana.


Este Money Monster chamou-me a atenção desde a primeira vez que vi o trailer, mas nunca o teria ido ver ao cinema, e confesso que mesmo em casa andei a adiar, porque o faziam parecer muito mais sério do que é na realidade.
A premissa é que, depois de um grande banco 'perder' uma fortuna dos seus pequenos acionistas, um deles invade o estúdio de um programa de televisão sobre economia super diferente e irónico, em busca de respostas, e faz o apresentador refém.
Como disse, este filme não é bem o que parece. Não é de todo um filme de ação, e apesar de se focar no sequestro, o seu tema principal é, no fundo, o programa de televisão e o mundo da alta finança, de tal forma que para mim o sequestro acabava por ficar em segundo plano e era quase difícil de levar a sério.
É claro que este filme não é para rir - um sequestro, vidas arruinadas por banqueiros, não são coisas para rir - mas eu penso que é o carisma do personagem do George Clooney, tanto nos momentos cómicos - nunca pensei vê-lo dançar com um fato brilhante - como nos sérios - é o que faz o filme bom.
Isto não quer dizer que o enredo, as outras personagens e a própria imagem do filme não sejam geniais, porque são. Na verdade, está tudo muito bem construído e é revelado com um timing impecável, o que faz com que se fique preso ao ecrã para chegar ao fundo da trama e ao desenlace do sequestro.
Isto tudo para dizer que pessoalmente gostei e recomendo, mas suspeito que é um filme que nem toda a gente irá ver da mesma forma que eu.



O Bebé de Bridget Jones fui ver ao cinema com a minha mãe, escolha dela. Devo dizer que a oferta neste momento está péssima, na minha opinião. Devo dizer também que provavelmente sou a única pessoa que nunca tinha visto um filme de Bridget Jones.
Foi agradável. +E uma comédia romântica que é mais comédia do que romântica, mas é realmente engraçada sem ser sexista ou porca ou mesmo sem sentido. Eu pessoalmente prefiro o outro tipo de comédia romântica, mas não vou negar que me diverti. Se nunca viram como eu, o  humor é bem fácil de seguir, e neste em particular a história funciona suficientemente bem para se perceber mesmo apenas com uma noção muito básica do que se passou antes.
Eu preferia que o desenlace fosse diferente, mas este é provavelmente o último filme da série, e sabendo o que está para trás, seria de esperar que acabasse assim.
É um bom filme para descontrair e ver entre mulheres, sobretudo.

xoxo

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

24 | HAPPY NIRTHDAY TO ME!

Olá maltinha, espero que estejam bem. Eu hpje espero estar mesmo bem, o título do post explica porquê.


Hoje faço 24 anos. e estou entusiasmada como estou sempre...só que não. Eu adoro fazer anos, ter um desculpa para ser um pouco mimada...mas este ano não foi fácil e acrescentar mais uma primavera ao meu role só traz mais complicações à minha vida.

Se vou pensar nisso hoje? Nope! Aliás por isso é que estou a escrever isto  com antecedência - porque em vez de estar sentada ao PC a escrever e a pensar na vida, tenciono 1. deixar-me mimar; 2. divertir-me enquanto posso e 3. empanturrar-me com comida de que realmente gosto!

Depois conto e mostro tudo se puder xD

xoxo

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

VIDEO MONDAY | Opinião Literária "Ready Player One"

Olá maltinha, espero que estejam bem. Eu não sei se é do tempo mas por acaso estou um bocadinho com falta de entusiasmo =/

Hoje é segunda-feira, dia de video. Não é outro vlog - eu sei que vocês gostaram, mas os dias como o do  video da semana passada são raros - e também não é um  video de beleza, porque o tempo e os CTT não deixaram. Assim sendo, é uma opinião literária, que normalmente seria um video secundário, mas à falta de opções, está aqui hoje.


Tenho a dizer que, este video pode não ser o que eu queria publicar hoje, mas é um video de que tenho bastante orgulho, porque o Ready Player One é definitivamente um dos melhores livros que li ultimamente.

Além disso, e isto é uma boa notícia para a maioria, eu estava enganada e este livro já foi publicado pela Presença, por isso não há desculpa para não o ler!

Aqui ficam os links:
WOOK: https://www.wook.pt/livro/ready-player-one-ernest-cline/17950607?a_aid=50f17f6917f52
BOOK DEPOSITORY: http://www.bookdepository.com/Ready-Player-One-Ernest-Cline/9780099560432?ref=grid-view
KOBO: https://store.kobobooks.com/en-us/ebook/ready-player-one-2

xoxo

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Olá maltinha, espero que estejam bem. Estamos a menos de uma semana do meu aniversário, yay! Hoje quero falar-vos de filmes, porque vi um no fim-de-semana que me surpreendeu.


Lembro-me de ouvir falar de Equals quando estava a ser gravado porque a imprensa achava que a Kristen Stewart tinha roubado o namorado - Nicholas Hoult - à Jennifer Lawrence. Polémicas à parte, desde essa altura que o conceito do filme me intrigava.

A história é uma distopia passada no futuro. Neste cenário, as sociedades evoluíram imenso tanto a nível cientifico como tecnológico, e inclusivamente algumas das grandes doenças de hoje em dia foram curadas. No entanto, os avanços tecnológicos permitiram também alterar o ADN dos fetos antes da nascença para que não sofram da "doença" que é a condição humana - emoções, empatia, amor. Nalguns indivíduos, no entanto, o gene retorna, causando aquilo a que eles chamam SOS. Esses indivíduos são segregados e tratados como doentes e perseguidos se escolherem ignorar a sua doença.

O conceito em si não é novo. A ideia de que a genética nos torna imperfeitos emocionalmente e que nela está a solução para resolver os problemas da humanidade é algo que já apareceu em vários livros, filmes e séries. Mas há algo neste filme de bonito e fascinante. Dá realmente para entrar na pele destas pessoas que acreditam mesmo que estão a lutar contra uma epidemia e que se sentem estranhas por ter sentimentos ou por tocarem noutros seres humanos.

É um filme lento, sem grande ação e sem grandes picos de emoção, mas com paciência vale bem a pena ver, porque nos ensina muito sobre a condição do que é ser humano. Eu adorei especialmente o final, porque me deu uma certa esperança em relação à força de vontade e à possibilidade de escolha das pessoas.

Recomendo, a sério.

xoxo

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

rREVIEW | OROFLUIDO Elixir

Olá maltinha, espero que estejam bem. Aqui o dia hoje está feeinho =( Em compensação venho falar-vos de um produto fantástico que é o óleo Elixir da Orofluido, na versão clássica.


Antes de mais, peço desculpa por esta foto.  Aparentemente hoje é um daqueles dias em que eu sei com toda a certeza que tinha editado duas fotos bonitinhas para este post e não sei onde as meti.  Por isso tive de ir buscar esta à reciclagem. O que é pena, porque este produto merecia ser representado melhor.

Há anos que oiço falar na Orofluido, e têm-me oferecido algumas amostras para testar aqui e ali, mas este óleo foi o primeiro produto  que usei da marca. E fiquei impressionada.

Este óleo é bastante diferente dos outros,  A sua consistência é bem mais espessa, mas não necessariamente mais gordurosa. A sua cor é amarela, o que o faz parecer mel, na minha opinião. Isso deve-se, suspeito eu, ao facto de os produtos desta marca serem efetivamente feitos com ouro,  se não estou em erro.

O cheiro  dele é suave e não-ofensivo,  pelo que me lembro.  Já não me recordo bem, mas penso que tem  as notas quentes e doces do óleo de argão.

O que eu adoro mesmo neste produto é a eficácia. Eu só usava no cabelo molhado, depois do  banho e em conjunto com o  condicionador e na altura ele não desaparecia logo do cabelo (eu também não sou boa a limitar quantidades) mas normalmente pela altura em que o  meu  cabelo acabava de secar já tinha sido 100%.

O resultado é um cabelo suave e solto, que dura por vários dias.  Noto em especial que se embaraça menos, e que as minhas pontas não ficam ásperas, como por vezes acontecia quando amarrava o cabelo sem pentear e não usava nada de especial nas pontas.

Já  vi este produto em embalagens de 100ml e de 25ml, e penso que se vende em todas as lojas de cabeleireiro e algumas lojas online. O único senão é que é bastante caro, mas pelos resultados que dá, até era capaz de fazer o investimento.

Mais alguém usa?

xoxo

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

VIDEO MONDAY | VLOG Feira do Livro 2016

Olá maltinha, espero que estejam a começar bem a semana. Eu estou com sono. O fim-de-semana dá-me sono e não sei bem porquê, tendo em conta qie não faço nada de cansativo. Preciso de arranjar uma vida.

O curioso é que isso tem tudo a ver com o video desta semana, que é um vlog - provando que uma vez por ano eu lá tenho vida =P

Na sexta-feira fui á Feira do Livro do  Porto e levei-vos comigo. Fiz o melhor que pude para vos ir dando um cheirinho do que por lá se passava, mas mesmo assim podia ter feito melhor. A verdade é que vou sempre mais para passear que qualquer outra coisa, por isso os clips que consegui foram sobretudo de passagem.


A Feira em si...eu não achei que estivesse má, mas também não estava propriamente ao rubro. Mas para quem vai mais pelo passeio como eu estava bastante decente.

Como devem saber, já acabou, mas mesmo assim espero que gostem do video.

xoxo