terça-feira, 26 de junho de 2018

UNHAS | Eveline Cosmetics Nail Therapy Condicionador com Cálcio

Olá maltinha, tudo bem? Espero que se estejam a divertir com os festivais, o futebol e as festas populares que tornam junho quente mesmo em dias de chuva!

Hoje vou falar-vos de um tratamento de unhas que estou a fazer há cerca de 2 meses e que me pediram que desse opinião quando experimentasse.

Eveline Cosmetics
Eveline Cosmetics Nail Therapy SOS

Eu adquiri este Eveline Cosmetics Nail Therapy Condicionador Multivitamínico com Cálcio em conjunto com outro da mesma linha há 2 ou 3 meses porque já tinha ouvido falar muito bem destes tratamentos e do seu conceito inovador. 

Eles têm vários vernizes deste género e aparentemente existem em lojas de especialidade cá ou em Espanha, mas é relativamente difícil de encontrar e caro, por isso sabendo que a Notino vende a marca, procurei lá e adquiri.

Eveline Cosmetics
Eveline Cosmetics Nail Therapy @ Notino.pt

Eu optei por este em vez do outro porque gostei da ideia do SOS e do cálcio, mas todos eles funcionam da mesma forma, só que com efeitos ligeiramente diferentes. É preciso explicar que este produto não é uma base ou endurecedor que se usa debaixo do verniz, mas sim algo que se aplica em unhas limpas para as tratar e depois se retira.

De facto, se forem adquirir, eu aconselho-vos a ler as instruções antes de usar. Mas já agora eu  explico o processo como eu o percebi e tenho feito. Vocês aplicam uma camada nas unhas limpas no dia 1, depois uma segunda camada no dia seguinte, Ao 3º dia retiram tudo (de preferência com o removedor da mesma linha, que eu devia ter adquirido) e recomeçam. Repetem durante duas semanas e depois descansam um mês. Que eu saiba podem pintar normalmente durante esse mês.

Eveline Cosmetics

Eu já fiz dois ciclos, e mesmo não estando a fazer 100% correto, para mim tem funcionado como prometido. O pincel é bom, embora clássico e abre para cobrir a unha toda. No segundo mês tive mais dificuldade em pintar as unhas de modo uniforme, mas pode ser mesmo falta de jeito ou o frasco que tenha ficado mal fechado e o verniz ter engrossado um pouco. Se conseguirem, evitem as cutículas, que eu não consigo e arde um pouco na pele.

De resto, ele seca depressa na unha e fica com brilho natural apenas,  como se tivessem usado um verniz transparente normal. Quando retiram, mesmo ao fim dos primeiros dois dias, sentem logo as unhas super suavizadas, e não digo que dure o mês inteiro, mas pelo menos nas primeiras semanas a sensação fica.

As minhas unhas são relativamente saudáveis, mas têm o irritante hábito de partir ou escamar tanto quanto crescem. Desde que estou a usar este produto não me tenho preocupado tanto em tê-las sempre curtas - mesmo com o ginásio e a tentar aprender guitarra. 

Para mim funciona muito bem. Só tenho pena de não ter adquirido o removedor adequado.


Eveline Cosmetics



Vocês têm problemas de unhas? Faziam este tratamento? Digam-me tudo!


xoxo

terça-feira, 12 de junho de 2018

BAM & BOO MEDIUM | Escova de dentes portuguesa vale a pena?

Olá maltinha, espero que estejam bem. Depois dos últimos dois posts mais pessoais, desta vez trago-vos algo mais convencional...até um certo ponto. 

Como se devem lembrar - ou talvez não - há uns meses recebi duas escovas de dentes made in Portugal e, embora com algum atraso, já comecei a testar uma. 

Bam & Boo Medium
Bam & Boo Toothbrush

A escova que eu tenho estado a testar há pouco mais de um mês é a Bam & Boo Medium Bristles, que está ainda a ser calibrada para ser lançada no mercado. Eu optei por esta em parte tendo isso em conta - para poder dar feedback à marca ainda nesta fase - mas também porque é o tipo de escova que eu normalmente uso.

Esta escova, ao contrário da outra que eu tenho, é apenas um protótipo, portanto muito do que eu possa ter a dizer de negativo sobre ela estará já a ser melhorado e não deverá acontecer com uma escova que esteja no futuro para venda.

Bam & Boo Medium
Bam&Boo Medium nova

Eu comecei a usar a escova há pouco mais de um mês, o que já dá para ter uma boa ideia, porque dependendo da escova, é por esta altura que eu começo a ver degradação na cabeça, especialmente por causa do meu aparelho ortodôntico fixo e dos elásticos extra que uso desde que fui operada.

Algumas das coisas que eu notei logo de início, e que são quase de certeza apenas carateristicas do protótipo são a cabeça, que é maior e tem uma forma menos definida que a da outra, e a madeira, que não está tão polida e tem mais imperfeições. O que mais interessava,  que eram os fios, estavam bem cortados, alinhados e bem presos, na minha opinião.

Bam & Boo Medium
Bam&Boo Medium 1 mês

A luz destas fotos não permite perceber bem o estado real da escova em relação a cores e afins, mas posso dizer-vos que o cabo está com manchas mais escuras, o logotipo da marca está a desaparecer um pouco, e o cor-de-rosa já viu melhores dias. O estado da madeira não me admira, mas o resto terei de comparar com a outra quando ela estiver em uso.

Apesar da cabeça não estar bem acabada, neste caso, a escova é perfeitamente funcional e confortável de usar. É mais fácil sem eles, mas também consigo lavar os meus dentes com todos os elásticos na boca sem problemas de maior. 

Quanto aos fios, que é o importante desta escova em particular, para mim são bastante consistentes com o que eu esperaria de qualquer marca que faça escovas de dentes de dureza média. São definitivamente mais firmes que os da outra escova que eu tenho da marca e até eventualmente que os de algumas marcas tradicionais na mesma categoria.

Eu pessoalmente sangrei um bocadinho das gengivas no primeiro uso, mas isso é comum em mim. Depois disso, nunca mais me magoou. Penso que os fios têm a dureza necessária para fazer uma boa limpeza sem parecer que estão a usar um esfregão.

Bam & Boo Medium
Bam&Boo Medium 1 mês

O que mais me tem espantado é a forma como os fios têm mantido a sua posição. É verdade que os da base estão a abrir um pouco mas é, confesso, culpa minha que não tenho cuidado ao colocar a tampa de plástico (não incluída).

Normalmente, por esta altura já tenho a escova toda deformada, com os fios todos para fora - isso não está a acontecer. Nem isso nem fios presos no aparelho ou a soltarem-se, que é algo comum mesmo com as escovas de marca conhecida.

Pessoalmente estou bastante satisfeita com esta escova de dentes ecológica da Bam & Boo, que é fabricada quase totalmente em território nacional. De facto, estou até  curiosa para testar a suave, porque com esta qualidade, pode até ser mais indicada para os meus dentes, devido à construção superior e aos fios mais suaves.

Podem saber mais sobre a Bam & Boo e encomendar as vossas escovas AQUI.

xoxo

sábado, 2 de junho de 2018

Drag Makeup e os Gurus do YouTube

Olá maltinha. espero que estejam bem. Eu estou...a sentir-me compelida por uma força maior para vir fazer outra publicação de opinião/desabafo.

Quem passa muito tempo na Internet, e como eu, já o faz há muito tempo, sabe que as opiniões divergentes são o prato do dia. O problema é que online, por alguma razão, as pessoas levam tudo a peito,  a parece que as novas gerações são cada vez mais sensíveis - eu já deveria ter aprendido a minha lição, mas continuo a deixar comentários no YouTube e de quando em vez, lá me meto num diálogo que nunca acaba com pessoas obviamente são demasiado novas para saberem do que estão a falar. 

Não é bem esse o assunto do post de hoje. 


drag makeup
Drag makeup - Imagem @ Google

Passo a explicar. Eu vi um video do James Charles - não é o primeiro - em que uma rapariga cega chamada Molly Burke o maquilha. Eu achei aquilo muito interessante e comentei. Mas cometi o erro de explicar que não sigo o canal e não gosto de ver maquilhagem completa em homens. Uma semana depois começou a festa.

É verdade, eu não gosto de drag makeup nem de Instagram makeup  - deixei de seguir todos os YouTubers que seguem esse estilo, homens ou mulheres. Eu sei que muitos homens usam maquilhagem para TV, efeitos especiais e para o dia-a-dia, mas não estão a tentar ser mulheres ou parecer mulheres, isso é diferente. Eu tenho direito à minha opinião e tudo bem que a minha vida era mais fácil se ficasse calada, mas já está no mundo da Internet.

A questão torna-se tola quando alguém me pergunta "E se tivesse sido sempre normal os homens usarem maquilhagem, pensavas o mesmo?". Obviamente esta pessoa faltou às aulas de história na escola.


drag makeup
Imagem @ Google

Os homens sempre usaram maquilhagem, Os Faraós e guerreiros egípcios são sempre retratados com pinturas tão ou mais vistosas que as das mulheres na cara - elas eram usadas como sinais de estatuto, de riqueza e aproximação aos Deuses. Os actores gregos e romanos pintavam a cara para interpretar mulheres nas peças de teatro porque elas não eram autorizadas a participar. 

O que é que isto nos diz? Que houve um tempo em que os homens usavam até a maquilhagem para subjugar as mulheres. E já agora, se tiverem faltado a essa aula de história também - os homens da Roma Antiga eram predominantemente homossexuais porque viam as mulheres como seres inferiores - não é por isso que causa menos estranheza hoje em dia.


drag makeup
Imagem @ Google

Isto para dizer que os homens provavelmente só deixaram de usar maquilhagem no dia-a-dia - e perucas, já agora - há um pouco mais de um século atrás, quando surgiu a ideia da masculinidade, e quando se tornou aceitável um homem ter as suas feições normais, pêlos, etc. Eu aceito isso, da mesma forma que aceito - embora não tenha de o aceitar - que há homens que se sentem mais seguros se usarem base e preencherem as sobrancelhas, ainda hoje. 

Eu acredito que existe um local e uma situação adequada para os homens e mulheres usarem maquilhagem que basicamente só faz sentido na Broadway ou em Las Vegas. Eu quando comecei a fazer maquilhagem em mim experimentei fazer algo desse género em mim, e ficou horrível, portanto é normal que não queira ver tutoriais de algo que não usaria.

Mas eu aceito que é assim e que há quem goste. Se calhar daqui a uns anos já vai ser tudo super nude outra vez, os homens vão-se querer peludos e as mulheres fininhas outra vez. A sociedade está sempre a mudar. Porque é que perdemos tanto tempo a julgar-nos uns aos outros por causa de opiniões que se calhar já não vamos defender daqui a uns meses?

xoxo

sábado, 26 de maio de 2018

MULHER SOFRE! | Andar de saltos nas ruas

Olá maltinha, espero que estejam bem. O conteúdo do blog está um pouco estranho estes dias, mas bem,  estou a passar uma fase em que me apetece falar mais de coisas mais pessoais e que podem ser problemas que outras passam ou sugestões que toda a gente pode aproveitar.

E por isso hoje vamos ter um segmento chamado Mulher Sofre!


saltos altos

Nós, as mulheres, sofremos de várias formas que os homens não sofrem - é um facto. Não querendo dizer que o homem não sofre - há coisas por que eu passo que imagino que sejam más também para os homens...de outra forma. Mas nós temos desafios muito particulares, como andar de saltos altos na rua.

Pessoalmente, eu sempre tive péssima visão e equilíbrio, e por isso sempre fui dada a quedas - pelo menos até ao meu 9º ano posso garantir que rasgava pelo menos 1 par de calças por mês. Sempre me mantive afastada de saltos mais altos que 1/2 cm, e quando comecei a arriscar foi sempre em cunhas.

O ano passado recebi as botas sandálias dos meus sonhos através de uma parceria...mas tinham um salto de 10 cm. Em setembro, quando isto aconteceu, eu andava no ginásio há dois meses e pouco, tinha má postura e pouca força nas pernas. Consehuia aguentar-me precariamente em superfícies planas - casa, shopping, por exemplo, mas as coitadas acabaram por ser pouco usadas.

Esta semana calcei estes sapatos, e tirando as curvas, dentro de casa estava a andar perfeitamente bem - afinal de contas já consigo suspender o meu joelho no ar uns segundos, embora ainda não consiga jogar "à macaca".

No dia a seguir fui sair com eles calçados e foi absolutamente penoso. Na zona em que eu vivo é quase tudo tipo "cenário inclinado" e apesar de custar imenso, é bem mais fácil subir do que descer. Os passeios são todos de mini-paralelo, exceto onde há Calçada Portuguesa - Graças a Deus! que ao menos essa é relativamente lisa - o alcatrão é irregular e tudo tem buracos. Andar na rua, em geral, é um pouco como jogar ao caminho minado.

Sabem lá vocês quantas vezes eu já quase torci o pé - a usar sapatilhas! - na minha zona por causa dos buracos no chão - seja passeio ou estrada. Eu sei que a minha mãe já teve quedas aparatosas por causa disso. Acredito que ate os homens e as crianças tenham acidentes naqueles buracos. 

E depois ainda há as rampas para carrinhos e cadeiras de rodas - que devem ser feitas sim...corretamente - e que nalguns sítios são super íngremes e coincidem com esquinas. Enfim...
 
Eu adoro a minha cidade sim, porque há animação, há inclusão e definitivamente segurança nos outros sentidos, mas  ainda adorava mais se os passeios fossem todos de Calçada Portuguesa, que assim nem tinha de passar muito pela estrada. Mas aqui, como acredito que em muitas partes do país, Mulher Sofre!

Os meus conselhos, se alguém os quiser: Olhos bem abertos, costas direitas, passadas grandes, abdominais ativados e colocar o peso na frente dos pés - embora cair para trás possa ser, em teoria, menos perigoso - se não partirem o pescoço, isto é.

E se tudo falhar, caíam o mais graciosamente que conseguirem, e se não se esqueçam de proteger a face - mesmo que tenham de sacrificar os braços ou pernas!

xoxo

domingo, 20 de maio de 2018

Fitness | Tonificar por dentro? Sim!

Olá maltinha! Espero que estejam bem. Na hora de saída deste post devo estar sentadinha no sofá ou colada à TV - ou ambos - por isso desculpem se não vos responder de imediato.

Como devem perceber pelo título, eu decidi não falar do Casamento Real. Acho que toda a gente e a sua avozinha o fez ou vai fazer, por isso vou antes falar de algo de que pouca gente fala. 


Fitness

Estamos sempre a ouvir falar de tonificação de todos os tipos e feitios - tonificar os músculos, a pele e até mesmo o cabelo e o couro cabeludo.  Mas sabiam que há músculos bem no vosso interior que podem e devem ser tonificados?

Estou-vos a falar da vossa parede abdominal e do pavimento pélvico, que podem ser tonificadas de formas muito simples, tanto para homens e mulheres, e cujos resultados são muito positivos.


Fitness
Imagem @ Google

Apesar de a tonificação abdominal e pélvica serem duas coisas relacionadas, e que podem ser feitas em conjunto, neste caso vou falar-vos de práticas diferentes para atingir estes efeitos.

A imagem que podem ver acima é de três posições básicas de abdominais hipopressivos, uma modalidade que foi recentemente introduzida no meu ginásio e que eu pratico...ocasionalmente, para ser honesta.

Esta modalidade trabalha sobretudo a zona interna da parede abdominal através tanto da respiração intercostal - na zona do diafragma - como através da pressão colocada nesta zona, direta ou indiretamente.

É uma aula muito calma, muito simples, de esforço moderado, e acessível a quase toda a gente. Além disso, como é uma aula técnica, que se foca em sequências de respiração e apneia intercaladas, consegue ser bem relaxante.

Não vão ver uma grande diferença na vossa cintura ou pneu, é verdade, mas os benefícios notam-se na flexibilidade, na respiração e particularmente na postura. Além disso, as poses desafiam todo o vosso corpo, contribuindo para melhorar a vossa forma física no todo.


Fitness
Imagem @ Google

Quanto à tonificação pélvica, eu vou falar-vos de duas técnicas - pilates e exercícios kegel. Eu depreendo que vocês conheçam minimamente a modalidade pilates, que é muito mais abrangente, enquanto os exercícios kegel são bem mais localizados e específicos. Ambos têm a sua função e podem ser usados em conjunto ou em separado. 


Para mim, pilates é uma modalidade muito completa, que eu só soube apreciar depois de começar a praticar em aula. Tem uma componente de força, mas também de alongamento e até relaxamento. 

Mais uma vez, é uma modalidade em que aprendem a controlar a respiração, mas também a treinar a  coordenação, o equilíbrio e até a resistência, de certa forma. 

Todas as aulas de pilates são diferentes, mas uma das componentes principais de qualquer uma delas é o trabalho do vosso "centro" - abdominais, zona pélvica e glúteos. É por isso que a Ponte (em cima) é uma das poses mais comuns.  

Pilates é ideal para a tonificação pélvica sobretudo antes e depois de dar à luz, para as mulheres, porque ajuda a preparar a pélvis para o parto e depois ajuda a retonificar a zona, ao mesmo tempo que restaura a força abdominal, servindo como uma boa modalidade para reiniciar a atividade física, até por não ser demasiado extenuante.


kegel
Imagem @ Google

Finalmente, os exercícios Kegel são os mais específicos e minuciosos de que vos falo hoje. Consistem na contração do músculo vaginal (como se estivessem a tentar não urinar) por um período curto, e assim fortalecem alegadamente o pavimento pélvico.

Este é um movimento muito pequenino e quase impercetível, por isso é ao mesmo tempo muito fácil e complicado de fazer, até porque algumas pessoas têm dificuldade em encontrar o músculo e o movimento corretos. 

Os kegels são controversos, mas geralmente são aconselhados a homens e mulheres, sobretudo mais velhos. 

Entre os seus benefícios estão a regulação da perda de urina, fortificação do pavimento pélvico pós-parto ou na menopausa, e também a melhoria da satisfação sexual,sobretudo nas mulheres.

Deve ser implementado gradualmente em pequenos períodos durante o dia, mas como é um exercício muito discreto, pode ser feito em qualquer lugar a qualquer hora. Segundo os especialistas, os resultados começam a notar-se ao fim de 3 semanas. 

Existem mulheres mais novas e até virgens que praticam este exercício, mas se por um lado ele pode também ter um efeito positivo na menstruação, por outro pode dificultar as primeiras experiêmcias sexuais.

Como em quase todos os exercícios de tonificação, existem aparelhos (pesos) próprios para este tipo  de exercícios, mas acreditem que muitas vezes a força do vosso corpo e mais que suficiente. sobretudo para começar.

Prontos para tonificar o vosso corpo por fora e por dentro?

xoxo

terça-feira, 15 de maio de 2018

LOOKBOOK | Cannes Inspired Makeup

Olá maltinha, espero que estejam bem e que não tenham voltado ao inverno - ouvi na meteorologia que algumas regiões iam voltar tipo aos 5 graus...parece que o aquecimento global é mesmo a sério, só que aqui está a ter o efeito inverso =(

Mas esta publicação não é sobre o tempo, a não ser que estejamos a falar do fabuloso Sol da Riviera Francesa, por isso avancemos.

Maio está a ser um mês cheio de eventos, e um dos mais importantes é o Festival de Cinema de Cannes, que está agora a terminar.

Sendo a L'Óreal Paris um dos principais patrocinadores, o cabelo e a maquilhagem têm especial destaque na passadeira vermelha deste festival, que é tão única e diferente de todas as outras por durar durante vários dias, pela sua localização e por ter eventos noturnos e diurnos também.


Cannes
Cannes Inspired Makeup

Em honra do festival - e também porque já tinha saudades de fazer uma maquilhagem glamourosa para ir a lado nenhum, como quando estava a aprender - decidi aceitar o desafio da Notino e tentar recriar um look de maquilhagem que representa as tendências que eu vi na passadeira vermelha de Cannes.

Eu confesso que inicialmente tinha imaginado fazer o típico look da Riviera - pela fresca, olhos dourados e leves, uma cor discreta nos lábios, tudo bem ao estilo da Cate Blanchett, por exemplo - mas acabei por ser desviada pelas maquilhagens que vi em pessoas como a Irina Shayk, a Penélope Cruz e a Georgia Mat Jagger.

Assim, acabei com sobrancelhas fortes, um esfurmado bem quente e dramático e o resto fresco e discreto.


Cannes
Cannes Makeup - Produtos

Eu usei uma mistura de produtos que uso normalmente e outros cedidos pela loja ao longo da nossa parceria para criar esta maquilhagem.

Antes de começar a maquilhagem, devem sempre hidratar a pele e eu neste caso usei o hidratante da BIOLIQ Dermo, que estou a testar, e penso foi ótimo por baixo da base.

Dei destaque à Base duradoura L'Óreal Paris Infallible, que é perfeita para uma passadeira vermelha por ser mais mate e duradoura. Eu não o fiz porque não ia usar a maquilhagem o dia todo, mas vocês podem e devem usar um primer e um spray fixador, que podem encontrar na mesma gama (aqui e aqui)

Para conseguir aquela pele de porcelana mas com um ar saudável eu optei pelo Clarins Instanr Concealer, que nunca falha. Neste caso, usei-o tanto para corrigir as imperfeições como para aclarar um pouco a base, que é a minha cor de verão.

Um pouco de bronzeador liquido, iluminador em creme e um batom bem nude completaram o rosto.



Cannes
Cannes Makeup Looks @ Elle

Quanto aos olhos, acho que estes exemplos dão para perceber a inspiração para a minha maquilhagem. Por incrível que pareça, as sobrancelhas só levaram mesmo um gel - eu é que, vendo como as meninas tinham as delas bem cheias, fui bem mais liberal do que costumo ser.

As sombras foram todas da paleta W7 Lightly Toasted, que me foi enviada numa caixinha surpresa mas que parece iá não estar disponível. Basicamente precisam de uma paleta de tons neutros que tenha um dourado amarelo bem forte e vários castanhos mate. Daí para frente e construir a cor e a profundidade, focando os tons mais escuros no canto externo e junto às pestanas, para destacar bem o olhar.

Eu usei apenas máscara de pestanas, mas se as tiverem e se sentirem confortáveis, aconselho um par de pestanas falsas como as Ardell Magnetic.

Eu diverti-me imenso a fazer este look e a voltar às minhas raízes aqui no blog, por isso espero que vos seja útil de alguma forma.

Com o Casamento Real este fim-de-semana, estava a pensar que talvez pudesse "atacar" a maquilhagem da Meghan Markle como fiz com a da Kate Middleton. Digam-me se acham boa ideia!

xoxo